BRB REGISTRA LUCRO LÍQUIDO DE R$ 107,6 MILHÕES NO PRIMEIRO TRIMESTRE DESTE ANO

Rádio Federal Online

Este valor representa um crescimento de 64% em relação ao mesmo período de 2019. Carteira de crédito chegou a R$ 12,1 bilhões e saldo do crédito consignado alcançou R$ 6,7 bilhões

O Banco de Brasília (BRB) alcançou lucro líquido de R$ 107,6 milhões no primeiro trimestre de 2020. O número representa crescimento de 64% em relação ao mesmo período de 2019. O retorno anualizado sobre o patrimônio líquido médio foi de 28,9%.

O crescimento no lucro líquido foi gerado pelo aumento da margem financeira, avanço das receitas com tarifas e prestação de serviços, redução das despesas com devedores duvidosos e controle de gastos das despesas com pessoal e administrativas.

Foto: Paulo H. Carvalho/Agência Brasília

Segundo o presidente do BRB, Paulo Henrique Costa, os resultados alcançados no primeiro trimestre evidenciam as ações adotadas pelo banco frente ao cenário desafiador para o período e para os próximos meses, sobretudo por conta da pandemia da Covid-19.

A carteira de crédito ampla chegou a R$ 12,1 bilhões, com crescimento de 31,2% em 12 meses – e 9,8% no trimestre. Os principais destaques foram o crédito consignado, cujo saldo alcançou R$ 6,7 bilhões, com evolução de 35,7% em 12 meses e de 10,2% no trimestre; e o crédito imobiliário, com saldo de R$ 1,1 bilhão e crescimento de 38,8% no ano e 21,6% em três meses.

As despesas com provisão para créditos de liquidação duvidosa foram de R$ 39 milhões no primeiro trimestre de 2020, uma redução de 29% na comparação com o mesmo período do ano anterior.

A redução na despesa decorreu da queda da inadimplência e das características da carteira, marcada pela concentração de 80,6% do saldo em operações de baixo risco, como crédito consignado, imobiliário e crédito parcelado para o servidor público.

Abaixo do mercado

A inadimplência encerrou o primeiro trimestre de 2020 em 1,6%, redução de 1,0 ponto percentual em relação ao primeiro trimestre de 2019, permanecendo abaixo da média de mercado, de 3,2%. Os ratings de menor risco de AA-C atingiram o patamar de 94,9% de participação na carteira em março de 2020, crescimento de 2,2% na comparação com o primeiro de 2019.

Fonte: Agência Brasília

*Com informações do BRB


Reader\'s opiniões

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *



Faixa actual

Título

Artista

Rádio Federal QD 206 Lote 01 Ed. Bercy Village – 8º Andar Sala 807 - Águas Claras – Brasília – DF Telefone: (61) 3522-6759 / (61) 98644-1025