EU TE PROTEJO E VOCÊ ME PROTEGE

Rádio Federal Online

A partir desta quinta-feira, 30 de abril, será obrigatório o uso de máscaras em público no Distrito Federal. O governo promete punir com multas pesadas quem descumprir as recomendações.

Há um consenso científico de que as máscaras limitam a disseminação do COVID-19 e o entendimento é simples: existe uma parcela significativa de indivíduos que são assintomáticos, ou seja, não apresentam os sintomas da doença, mas podem transmitir para outras pessoas.

Agora, é hora de união em prol da própria vida. Não podemos vacilar e a nossa obrigação é ajudar. Se usarmos as máscaras quando em público, em combinação com as medidas complementares de higiene e saúde, podemos impedir a disseminação do coronavírus e sair o mais rápido possível do isolamento social, que está trazendo grandes prejuízos humanos, sociais e econômicos.

É importante reforçar e, mais uma vez, deixar bem claro que só vamos sair dessa crise se estivermos juntos. Não existe a possibilidade de se retomar a normalidade se apenas o Estado fizer a sua parte e a população relaxar nos cuidados, e vice-versa. Vamos usar a Dengue para exemplificar o perigo que estamos correndo: existe explicação para, em tempos de isolamento social, o Distrito Federal ter 18 mil casos de Dengue só nos primeiros quatros meses do ano? É praticamente inexplicável!

Portanto, em português bem claro, vamos resumir para reforçar: se não houver colaboração mais vidas serão perdidas, o isolamento social vai ser ampliado, a crise econômica vai acelerar, mais empregos serão perdidos e, consequentemente, os números da fome e da violência irão disparar. É preciso ter consciência da coletividade, ou seja, eu te protejo e você me protege.

*Luciano Lima é historiador, jornalista e radialista.


Reader\'s opiniões

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *



Faixa actual

Título

Artista

Rádio Federal QD 206 Lote 01 Ed. Bercy Village – 8º Andar Sala 807 - Águas Claras – Brasília – DF Telefone: (61) 3522-6759 / (61) 98644-1025