DF LEGAL FISCALIZA SHOPPINGS, FEIRAS E ACADEMIAS DO DF

Rádio Federal Online

Orientação é que comerciantes fechem as portas como forma de prevenção. Dois shoppings foram interditados por manter funcionamento

A equipe de fiscalização da Secretaria DF Legal foi às ruas, nesta quinta-feira (19), para fiscalizar o cumprimento dos decretos que determinaram o fechamentos de shoppings centers, feiras e das academias de ginástica. Um grupo de 60 auditores fiscais percorreram todas regiões administrativas do DF em mais uma ação do Governo do Distrito Federal no enfrentamento da pandemia da Covid-19, doença causada pelo coronavírus.

A pasta vistoriou 24 shoppings. Destes, somente dois foram interditados: Riacho Mall (Riacho Fundo I) e Plaza Norte (SCHN 110/11).

O DF Legal ainda fiscalizou 39 academias. Apenas uma, de Muay Thai, no Gama, foi interditada. Já em relação a feiras, três foram fiscalizadas: Sobradinho, Importados e de Planaltina. Na última, feirantes migraram para a parte externa da feira, o que configura feira livre e é proibido por decreto.

A Operação Covid-19 continuará até a vigência do decreto. Há três frentes de ação em conjunto com a Polícia Militar do DF, visando impedir o funcionamento das atividades proibidas pelos decretos do GDF. Haverá fiscalização das feiras de Ceilândia, Samambaia e Taguatinga neste fim de semana.

Shoppings como Iguatemi, JK, Serra, Deck Norte, Águas Claras, Jardim Botânico, Terraço, Pier 21, Sobradinho e ID também foram vistoriados. Algumas feiras, como a dos Importados, a de Sobradinho e a dos Goianos, também foram inspecionadas.

As equipes da Secretaria DF Legal verificaram a parte comercial, de alimentação, cinemas e academias dos shoppings. Alguns possuem torres comerciais, que permanecem em funcionamento, como é o caso de empreendimentos da área de saúde, como farmácia, clínicas e laboratórios.

Mudança de hábito

Eduarda Castro de Jesus, estudante de publicidade e modelo, adora passear e comprar em shoppings no seu tempo livre. Para ela, a medida do governo foi ótima também para preservar a saúde dos trabalhadores. “Não acho justo que só algumas pessoas tenham o privilégio de trabalhar e outras sejam forçadas para não perder o emprego, tendo que arriscar sua saúde”, enfatizou. Eduarda acrescenta que “a gente pode fazer comprar online, porque é mais cômodo”.

“Estou tentando aproveitar meu tempo assistindo séries, estudando temas de meu interesse e conversando com meus familiares”, relata.

Para a social media Gabriele Oliveira de Almeida, em uma situação de pandemia, em que o mundo inteiro está em alerta e pouco se sabe sobre a doença, é extremamente importante evitar aglomeração e contato físico.

“Exatamente porque a gente não sabe bem como a doença ela tem se alastrado tão rápido. A prevenção é sempre a melhor solução. Esse é um momento decisivo. Temos que pensar sempre nos idosos e nos grupos de risco. Nós, jovens, temos que pensar neles”, destaca.

A Secretaria DF Legal tem sido a responsável por fiscalizar o cumprimento do decreto de comércios e afins. Denúncias podem ser realizadas pela Ouvidoria Geral e pelos telefones 162 (opção 2) e 190.

Fonte: Agência Brasília

* Com informações do DF Legal


Reader\'s opiniões

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *



Faixa actual

Título

Artista

Rádio Federal QD 206 Lote 01 Ed. Bercy Village – 8º Andar Sala 807 - Águas Claras – Brasília – DF Telefone: (61) 3522-6759 / (61) 98644-1025