GDF

USO DE ARMAS BRANCAS EM CRIMES ASSUSTA POPULAÇÃO DO DF

Rádio Federal Online

Segundo o Secretário Público de Segurança do DF, Anderson Torres, a facilidade de conseguir e portar armas deste tipo favorece a realização de crimes na cidade

 

Brasília, 13 de março de 2020

O mês de março não chegou à segunda quinzena e o número de casos com armas brancas assusta a população de todo o DF. Até a data desta sexta-feira, 13, já foram contabilizados ao menos sete casos de esfaqueamentos em diversos pontos da cidade.

Em balanço realizado pela Secretaria de Segurança Pública do DF (SSP-DF), somente nos dois primeiros meses de 2020 já foram contabilizadas 72 mortes, uma média de um homicídio por dia. Desse total 29,6% foram usadas armas brancas, como facas e objetos perfurocortantes.

Segundo o Secretário Público de Segurança do DF, Anderson Torres, a facilidade de conseguir e portar armas deste tipo facilita a realização de crimes na cidade. “A facilidade para adquirir um artefato dessa categoria tanto pela oferta como pela facilidade do baixo preço de compra viabiliza crimes como furtos e roubos para mal intencionados. Facas, canivetes e correlatos, ainda, não precisam de porte para que sejam transportados, o que dá condição para crimes de oportunidade. A PMDF tem feito policiamento a partir dos nossos estudos de manchas criminais para otimizar revistas e apreensões dessas armas”. Explica.

Casos com armas brancas no DF              

Na segunda-feira, 02, o professor Hebert Silva Miguel, 26 anos, foi esfaqueado em Taguatinga na parada de ônibus, próximo ao Taguatinga Shopping. Morador de Samambaia, a vítima aguardava o segundo coletivo para a Escola Municipal Machado de Assis onde lecionava, no Novo Gama – GO. O crime que aconteceu por volta das 06:30 h da manhã e foi flagrado pelo repórter da Globo, Geraldo Becker, enquanto fazia uma reportagem sobre o asfalto do Pistão Sul.   Mesmo entregando o celular para o assaltante, Hebert foi golpeado diversas vezes na região do tórax, abdômen, ombros e cabeça. O assaltante foi detido horas depois em flagrante. A justiça do DF determinou sua prisão preventiva e ficará preso por tempo indeterminado. O suspeito já havia sido condenado por furto e cumpria pena em prisão domiciliar. Além disso, quando adolescente, foi apreendido pelo crime de roubo. Infelizmente, Hebert Silva Miguel não resistiu e veio a óbito na noite do último sábado, 07, no Hospital Regional de Santa Maria.

Outros crimes deste tipo marcaram o primeiro final de semana do mês. Márcio Ribeiro Rocha Júnior, 28 anos, foi atingido no tórax por uma facada.  O crime aconteceu na manhã do sábado, 07, depois que o jovem saiu de uma festa acompanhado da namorada, no Setor de Diversões Sul.  O caso foi confirmado como latrocínio e Márcio é a segunda vítima deste tipo de crime no mês. Após saírem da festa o casal foi até a plataforma superior da rodoviária solicitar um carro por aplicativo. Enquanto aguardavam o carro, Márcio conversava com um homem desconhecido na direção do terminal rodoviário. Pouco tempo depois câmeras de segurança flagraram os dois discutindo e em seguida o recém-conhecido esfaqueou a vítima. Outros dois suspeitos aprecem nas gravações e fogem depois do crime. Márcio que era estudante de Redes de Computação foi enterrado no domingo, 08, no Cemitério Campo da Esperança, na Asa Sul. Além desse caso, um homem de 56 anos, que não teve a identidade revelada foi esfaqueado na região do tórax, no domingo (08/03). O crime aconteceu na M Norte enquanto a vítima saía de um evento. Segundo a Polícia Civil, a vítima foi socorrida e levada ao Hospital Regional de Ceilândia, onde passou por uma cirurgia e se recupera do ferimento. A investigação está sob o comando da 17ª DP (Taguatinga Norte).

Um rapaz de 26 anos que não teve a identidade revelada foi esfaqueado no braço após assalto na passarela subterrânea da 109/209 Norte, na manhã da segunda-feira (09/03). De acordo com a Polícia Civil, dois suspeitos abordaram uma mulher que estava acompanhada de suas filhas. O jovem que estava no local, resolveu seguir os bandidos para recuperar os pertences roubados das vítimas e foi atingido. O jovem foi levado ao Hospital Santa Helena e passa bem.  No mesmo dia, Igor Alves Viana morreu durante a madrugada, depois de ser esfaqueado na região do abdômen  próximo à passarela da Estrada Parque Núcleo Bandeirante (EPNB). Ao chegar no  local, o Corpo de Bombeiros encontrou Igor em parada cardiorrespiratória e mesmo com os procedimentos de reanimação, o jovem não resistiu e morreu. O crime que está sendo inicialmente investigado como homicídio pela 21ª delegacia de Polícia (Taguatinga Sul), não descarta a possibilidade de latrocínio.

Em menos de duas horas nesta quarta-feira (11/03), dois homens também foram vítimas de armas brancas. O primeiro caso aconteceu em Sobradinho 2, por volta das 3h da madrugada. O homem foi atacado com várias golpes de faca enquanto dormia em sua casa. Segundo a Polícia Militar, a irmã da vítima acionou o socorro e por estar em estado de choque não soube explicar o acontecido. A vítima foi levada ao Hospital Regional de Sobradinho (HRS), onde passou por cirurgia. A 32ª Delegacia de Polícia (Sobradinho 2) investiga o caso. Um suspeito de 33 anos foi preso e responde por outros crimes como roubos, furtos, porte de arma, ameaças e envolvimento com drogas. Quando foi encontrado se preparava para fugir da cidade. O outro caso aconteceu no Riacho Fundo 2,  por volta das  4 h da manhã. Ao chegarem ao local a polícia não encontrou ninguém. Na patrulha pela região em busca dos envolvidos, os militares avistaram duas mulheres, uma delas filha do homem esfaqueado. A outra moça contou à polícia detalhes do crime e confessou o crime sem conseguir explicar a motivação. Ela foi presa e levada a 27º DP (Recanto das Emas). O homem foi levado para uma unidade de saúde.

Da redação Rádio Federal – Douglas Ramalho 


Reader\'s opiniões

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *



Faixa actual

Título

Artista

Rádio Federal QD 206 Lote 01 Ed. Bercy Village – 8º Andar Sala 807 - Águas Claras – Brasília – DF Telefone: (61) 3522-6759 / (61) 98644-1025